19 de abr de 2014

Trabalho apresentado na XXIV Jornada Paranaense de Geriatria e Gerontologia: Avaliação do estado cognitivo dos idosos do CCI de Foz do Iguaçu através do MEEM

Este trabalho realizado no Centro de Convivência de Foz do Iguaçu, foi feito pelas alunas do 5º e 6º período do Curso de Fisioterapia do CESUFOZ-Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu
-Bruna Kunzler, Cristhiane Yoshie Tanaka,Paula Aparecida Novaes Galdino, Tiella Oliveira, sob a orientação das profªs Cristina Ribeiro e Geseli Moschen. 

E foi apresentado na XXIV Jornada Paranaense de Geriatria e Gerontologia, que ocorreu nos dias 04 e 05 de abril em Curitiba.

Parabéns meninas, pelo belo trabalho!!!

Resumo do trabalho:

Introdução: As alterações fisiológicas que podem ocorrer com o envelhecimento podem levar a comprometimentos no estado cognitivo dos indivíduos. Com o passar dos anos algumas habilidades cognitivas se modificam enquanto outras permanecem inalteradas. A cognição se refere á faixa de funcionamento intelectual do ser humano, que inclui atenção, memória, percepção, raciocínio, tomada de decisão, linguagem, entre outras habilidades. O MEEM (Mini Exame do Estado Mental) é um instrumento de avaliação validado, que pode fornecer informações sobre o estado cognitivo dos idosos e rastrear o surgimento de uma possível demência. Os pontos de corte utilizados nessa pesquisa sugerem 13 pontos para analfabetos, 18 pontos para escolaridade em nível de ensino fundamental e médio e 26 pontos para escolaridade em nível superior. 

Objetivo: O objetivo desse estudo foi avaliar o estado cognitivo dos idosos do Centro de Convivência de Idosos -CCI de Foz do Iguaçu através do teste do MEEM. 

Metodologia: Os idosos participantes do estudo passaram por uma avaliação fisiogerontológica e pelo teste do MEEM. Foi feito um levantamento dessas avaliações juntamente com o teste, sendo observados e contabilizados os resultados, assim foi possível avaliar o estado cognitivo desses idosos. 

Resultados e discussão: 43 dos 50 ido
sos avaliados eram mulheres (86%). A idade media dos idosos era de 66,58 anos. O nível de escolaridade dos idosos avaliados mostrou que 12% são analfabetos, 68% tem escolaridade em nível de ensino fundamental, 18% tem escolaridade em nível de ensino médio e 2% tem escolaridade em nível de ensino superior. Dos idosos analfabetos somente 16,6% apresentou score do MEEM abaixo dos valores do ponto de corte, os demais 83,4% apresentaram valores esperados. Dos idosos com ensino fundamental apenas 8,8% apresentaram score de MEEM abaixo dos valores do ponto de corte, os demais 91,2% apresentaram valores esperados. Dos idosos com ensino médio apenas 11,11% apresentaram score de MEEM abaixo dos valores do ponto de corte, os demais 88,89% apresentaram valores esperados. Dos idosos com ensino superior 100% apresentou valores esperados. Os resultados obtidos se aproximam do que é esperado dos idosos de CCI, por serem ativos, praticarem atividades físicas regulares e realizarem atividades que estimulam a cognição, propiciadas no CCI. 

Conclusão: Concluiu-se com essa pesquisa que os idosos do CCI de Foz do Iguaçu têm um estado cognitivo considerado normal para a sua idade e nível de escolaridade.

Nenhum comentário: