FISIOTERAPIA GERONTOLÓGICA

A Fisioterapia é uma ciência da saúde, que estuda o movimento humano em todas as suas formas de expressão e potencialidades, tanto nas alterações patológicas quanto nas repercussões psíquicas e orgânicas. O objetivo da profissão é preservar, manter, desenvolver ou restaurar a integridade de órgãos, sistema ou função, podendo atuar na prevenção e/ou reabilitação, para promover a melhora na qualidade de vida.

Por meio da Fisioterapia, o paciente consegue realizar suas atividades diárias, da melhor forma possível, seja com auxílio de algum dispositivo ou não. Por exemplo, uma pessoa que andava normalmente, sofreu um AVC e por conta disto passou a andar fazendo uso de bengala. O importante é a realização da atividade, neste caso, andar, independente se for com bengala ou não. Esta é uma das vertentes do trabalho, a Fisioterapia de Reabilitação. Uma outra vertente é a Fisioterapia Preventiva, indicada para todas as pessoas interessadas em ter um envelhecimento saudável e ativo, em especial para aquelas com mais de 50 anos que vêm observando alterações decorrentes do processo do envelhecimento e/ou algum comprometimento nas atividades diárias, tais como:



A atenção preventiva compreende também orientações e adaptações em relação às alterações decorrentes do processo do envelhecimento.Por conta das considerações acima, vale chamar a atenção para o fato de que a fisioterapia também deve ser vista como sinônimo de saúde, atenção preventiva, auto-cuidado e não apenas aplicada a algum tratamento, doença ou comprometimento físico.Em se tratando da atuação da fisioterapia nesta área do envelhecimento ressalta-se algumas definições importantes sobre a gerontologia e a geriatria.
Gerontologia é a ciência que voltada para o processo de envelhecimento. Estuda o idoso em todos os seus aspectos - físicos, biológicos, psíquicos e sociais - sendo responsável pelo atendimento global ao paciente.Geriatria é o ramo da Gerontologia, é a especialidade médica que trata de doenças de idosos ou de doentes idosos, mas também se preocupa em prolongar a vida com saúde.
A Fisioterapia Geriátrica tem como objetivo o tratamento e a prevenção das doenças próprias do envelhecimento, tendo como base de conhecimento as técnicas e métodos ensinados na Fisioterapia. Fisioterapia Gerontológica, envolve além do tratamento das doenças do envelhecimento e do modo de preveni-las, a utilização de uma abordagem em que o idoso é visto de forma integral, considerando seus aspectos biológicos, psicológicos e sociais. Consiste na realização de um atendimento global ao paciente, iniciando com uma avaliação detalhada e podendo ter como plano de tratamento, o treino de equilíbrio e marcha; ganho de força muscular, flexibilidade e propriocepção; prevenção de quedas por meio de orientações e adaptação ambiental; e muitas outras condutas de acordo com as necessidades de cada idoso. Para exemplificar, citamos um atendimento fisioterapêutico não especializado no idoso, no qual o profissional atenderia o paciente, abordando-o da seguinte forma: 



Neste segundo caso, o fisioterapeuta, por ser especialista em gerontologia, vai ter uma abordagem mais global do paciente; vai tratar dos joelhos do idoso, além de considerar todo o seu contexto social, o que é muito importante para o bom andamento da fisioterapia. Todos estes questionamentos sobre a história de vida do paciente devem ser incluídos na avaliação que o fisioterapeuta, especialista em gerontologia, precisa ter ao abordar o idoso; além, é claro, de uma anamnese minuciosa, de uma avaliação fisio-funcional, da verificação do acesso à rede de suporte social, da atenção às relações familiares e atividades de lazer, entre outros fatores.


Aspectos da fisioterapia gerontológica:


  • Uma abordagem integral e humanizada do idoso 
  • Abordar o paciente como sujeito de uma história de vida 
  • Ver o idoso como protagonista de uma história e não vítima dela. 
  • Escuta interessada do profissional fisioterapeuta, objetivando buscar informações para melhor poder entender o paciente de forma global. 

Todo este conjunto de atitudes assumidas pelo fisioterapeuta, faz com que o tratamento não se restrinja apenas nas questões físicas, mas também valoriza os aspectos psicossociais do idoso, a sua interação com a família, seus papéis sociais, atividades de lazer e motivação no dia-a-dia. Aspectos estes que se forem observados pelo fisioterapeuta, o andamento do tratamento poderá ter resultados muito satisfatórios.