25 de mai de 2014

Trabalho apresentado na XXIV Jornada Paranaense de Geriatria e Gerontologia em Curitiba: Perfil dos participantes do Centro de Convivência de Idosos (CCI) de Foz do Iguaçu

Este trabalho realizado no Centro de Convivência de Foz do Iguaçu, foi feito pelos alunos do 7º período do Curso de Fisioterapia do CESUFOZ-Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu, Danubia Guerino Kleinschmitt e Estevan Ferreira Costa, sob a orientação das profªs Cristina Ribeiro e Geseli Moschen.

E foi apresentado na XXIV Jornada Paranaense de Geriatria e Gerontologia em Curitiba.


Resumo do trabalho:

Introdução: Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o desenvolvimento das ações para promoção da saúde está favorecendo o envelhecimento e a saúde do idoso, ou seja, os Centros de Convivência dos Idosos (CCI) facilitam e favorecem a saúde desta população. Estes centros apresentam atividades oferecidas para o bem estar e principalmente integração social do idoso apresentando características favoráveis na saúde e no lazer, reduzindo o índice de quedas, sobrepeso, patologias associadas ao envelhecimento, portanto se faz cada vez mais necessária a existência destes locais. O CCI de Foz do Iguaçu oferece oportunidades aos idosos na prática de atividades físicas e culturas e um programa de convênio com universidades, o qual proporciona atendimento fisioterapêutico gratuito.

Objetivos: O objetivo desta pesquisa foi traçar o perfil dos idosos que frequentam o CCI de Foz do Iguaçu e analisar as variáveis como: sexo, idade e índice de massa corpórea.

Metodologia: Foi realizada uma avaliação fisiogerontológica contendo dados como a identificação do gênero, idade, peso e altura, em uma amostra de 21 idosos, participantes do CCI de Foz do Iguaçu, cidade localizada no oeste do Paraná. Foram utilizados como critério de inclusão os participantes com idade igual ou maior de 50 anos, de ambos os sexos e excluídos da pesquisa apenas os participantes com idade menor de 50 anos de idade. As avaliações foram realizadas durante uma semana.

Resultados: Dos 21 participantes incluídos no estudo, 18 eram do gênero feminino e 3 do gênero masculino, 77,7% apresentavam idades entre 50-60 anos e 33,3% apresentavam idades entre 60-72 anos, considerados idosos jovens. 14,2% apresentaram peso ideal como resultado do IMC, 66,6% dos participantes apresentaram sobrepeso, 9,5% apresentaram obesidade grau I e a mesma porcentagem foi encontrada para a obesidade grau II e grau III, tendo como resultado 4,7%.

Conclusão: A avaliação do perfil dos participantes do CCI de Foz do Iguaçu evidenciou a prevalência do gênero feminino e que a maior procura dessa assistência é de adultos, ainda não considerados idosos, segundo o Estatuto do Idoso, que buscam a prevenção de patologias e a melhora da qualidade de vida, tendo em vista que o sobrepeso já está presente na maioria dos participantes. A partir destes resultados sugere-se a necessidade de maior divulgação deste CCI para a população idosa, já que a mesma ainda não é a mais prevalente entre os participantes.

Nenhum comentário: