26 de jan de 2011

Faltam profissionais qualificados no atendimento dos idosos

Com o aumento no número de idosos, se faz cada vez mais necessário profissionais qualificados no atendimento desta população, sejam os profissionais médicos (os geriatras) quanto fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psicólogos, enfim, profissionais tanto da área da saúde, quanto da área de humanas e exatas, como por exemplo, os arquitetos e engenheiros, para a formulação de projetos na construção civil voltados para a terceira idade.

Segue abaixo um vídeo que relata a falta de geriatras no Brasil.

3 comentários:

reabgeronto disse...

Esse número de 922 geriatras refere-se aos especialistas pela SBGG. Na verdade, nem todos os que fazem residência em Geriatria prestam a prova de título, mas são qualificados para atender a esse público em função dos rigores da residência. Por isso, estão cadastrados atualmente (levantei esse número atualizado hoje) 3011 médicos geriatras nos diversos estabelecimentos de saúde.

As especialidades podem ser consultadas no site do DataSus (http://cnes.datasus.gov.br).
Ressalto que o número informado é maior do que o da SBGG, mas também não dá conta da demanda nacional com certeza.

Abraços,
Renata Cereda

Cristina Ribeiro disse...

Olá, Renata,
Obrigada por complementar as informações.
Um abraço
Cristina

http://coisadevelho.com disse...

Olá Cristina,
Em primeiro lugar gostaria de parabenizá-la por este portal que é muito interessante.
Em segundo lugar gostaria de saber se já conhece os cursos de graduação em Gerontologia que estão se espalhando pelas Universidades como por exemplo a USP e a UFSCar. No portal http://coisadevelho.com , do qual faço parte, há links e informações a este respeito.
Deixo aqui meu convite e divulgação do profissional que trabalha com a questão do envelhecimento humano nos seus aspectos biopsicossociais.
Obrigada,
Erika Nigro