2 de out de 2015

1ª Premissa da Fisioterapia Gerontológica: Abordagem integral e humanizada do paciente

O fisioterapeuta especialista ou com conhecimento em Gerontologia deve incluir em seu tratamento abordagem diferenciada do paciente: olhar humanizado e integral pautado pelo princípio de que tem à frente um sujeito idoso; pessoa com longa história de vida e com particularidades no envelhecimento. Abordagem integral requer avaliação detalhada abrangente, que descreveremos na segunda premissa.
A abordagem integral consiste em ver o paciente como um ser bio-psico-social, ou seja, é um ser biológico, psíquico e que interage socialmente. Só que no contexto da Gerontologia trata-se de pessoas idosas, que apresentam alterações normais e patológicas decorrentes do envelhecimento, que é subjetivo e singular.
A Gerontologia observa alguns aspectos centrais - histórico clínico, familiar, social e psicológico do idoso, presentes na avaliação fisiogerontológica, os quais propiciam integração multidisciplinar, com o importantíssimo envolvimento da família e cuidadores.
O cuidador principal é quem mais conhece o idoso; é aquele que sabe das suas resistências, das reações aos medicamentos. É quem conhece o sono e a insônia do idoso, seu humor, o que o alegra e o que o entristece. Sem dúvida, é ele o melhor e mais eficiente informante sobre o paciente, podendo relatar as ocorrências entre uma visita e outra. Ele pode ser um grande parceiro do profissional da saúde, seja ele fisioterapeuta, médico, enfermeiro, entre outros profissionais que prestam assistência a esse idoso.
O cuidador deve ser muito bem orientado pelo profissional, já que na emergência será ele que assistirá e cuidará do idoso.
No caso específico da Fisioterapia, a atuação do cuidador é ainda mais importante: se o fisioterapeuta explicar alguns exercícios ao cuidador e orientar algumas técnicas, o paciente pode melhorar ainda mais. Isso porque o paciente, em alguns casos, até necessitaria de atendimento fisioterapêutico 3 a 4 vezes por semana, mas dificuldades financeiras que a família apresenta, ou questões burocráticas do plano de saúde, impossibilitam tantas sessões.
O fisioterapeuta com especialização em Gerontologia deve ter conhecimento amplo, necessário tanto para atender ao paciente, como para interagir com a equipe de profissionais. Caso os pacientes não tenham condições (financeiras, por exemplo) para tratamento multiprofissional, cabe ao profissional utilizar uma abordagem integral nos atendimentos.



Nenhum comentário: